Segunda à sexta: 8h - 17h
Blog
Ginecologia
MIOMAS UTERINOS

Miomas uterinos são tumores benignos que crescem nas paredes do útero de mulheres em idade reprodutiva. Estima-se que até 80% das mulheres apresentarão miomas em algum momento ao longo da vida.

As causas para o aparecimento e crescimento dos miomas ainda não foram completamente esclarecidas, mas envolvem fatores como predisposição genética e estímulo hormonal.

A maioria das mulheres com miomas não apresentará sintoma algum, mas quando os sintomas estão presentes, os mais comumente encontrados são sangramento menstrual excessivo, sangramento fora dos períodos menstruais e dores na pelve.

Em casos de miomas muito volumosos, pode ocorrer compressão de outros órgãos da pelve e a paciente pode apresentar sintomas como obstipação intestinal e incontinência urinária.

Além disso, os miomas podem crescer para dentro do útero ou se tornar muito volumosos causando distorções na cavidade uterina e, como uma barreira mecânica, podem dificultar o encontro entre óvulo e espermatozoide, sendo por isso uma das causas e infertilidade.

É importante que durante a investigação diagnóstica seja realizado bom exame físico ginecológico aliado a um exame de imagem especializado (ultrassonografia pélvica ou ressonância magnética). Essa avaliação possibilita a decisão sobre a melhor forma de tratamento.

Por se tratar de doença benigna, a maioria das pacientes sem sintomas não precisará de nenhum tratamento, podendo realizar apenas o acompanhamento com o ginecologista.

Nos casos sintomáticos, os tratamentos disponíveis se dividem em três grupos principais:

– Medicamentosos, que visam diminuir os sintomas e inibir o estímulo hormonal para crescimento dos miomas.

– Tratamentos pouco invasivos, como o procedimento de embolização dos miomas, que visa ocluir os vasos sanguíneos que levam sangue para os miomas.

 – Cirurgia com o objetivo de remover os miomas. Pode ser realizada por cirurgia convencional aberta ou por vias cirúrgicas pouco invasivas, como histeroscopia, laparoscopia ou cirurgia robótica.

 Dr. Fernando Nobrega

Notícias relacionadas

Em sua formação, o foco do enfermeiro obstetra é o “cuidar”. Cuidar do bem-estar físico e emocional do binômio mãe e filho. Pela lei do exercício profissional, o enfermeiro está apto a fazer o pré-natal, parto e acompanhar o puerpério...
Saiba +
As gestantes correm mais risco de contrair a COVID-19? A COVID-19 pode ser transmitida da mulher para seu bebê ainda por nascer ou recém-nascido? Veja a resposta para esta e outras perguntas. As gestantes correm mais risco de contrair a...
Saiba +
Mulheres, tremei. Seus ovários podem estar se preparando para se aposentar, na surdina, e você nem sequer desconfia. Bem, para falar a verdade, não é tão na surdina assim. Se prestar atenção, você pode notar um ou outro sinal...
Saiba +
criado por: agenciaecco.com.br