Cálculo urinário

Trata-se da formação de cálculos (pedras) em qualquer local do sistema urinário (rim, ureter, bexiga e uretra). A doença costuma ser mais recorrente no adulto jovem. Doença que atinge homens e mulheres, apresenta um fator hereditário importante, podendo evoluir de forma assintomática mas, normalmente, leva a crises de cólica renal importantes.

Investigação

Mudanças nos regimes alimentares – mais ricos em proteínas, sal e carboidratos – aumentam a formação de cálculos. Muitas vezes, a pessoa não percebe que tem o problema porque a pedra é tão pequena que acaba sendo expelida naturalmente. Por isso, uma parcela siginificativa de pacientes é portadora da doença e não apresenta sintomas.

Alguns sinais podem indicar a presença de um cálculo na via urinária: dores na região lombar, sangue na urina e vontade frequente de urinar.

Tratamento

É preciso fazer um diagnóstico cuidadoso de cada paciente, levando-se em conta o tamanho do cálculo, sintomas gerados, idade da pessoa, entre outros fatores.

As opções vão desde tratamento de observação para cálculos pequenos com chances elevadas de eliminação espontânea, litotripsia extracorpórea (explosão das pedras com ondas de ultrassom extracorpórea), cirurgias endoscópicas e, raramente, cirurgias abertas.

criado por: agenciaecco.com.br
Open chat