Disfunção sexual masculina

Inclui disfunção erétil, alterações na libido e ejaculação anormal. As estimativas brasileiras sugerem algum tipo de disfunção em 40% da população acima de 50 anos.

Investigação

Os motivos são variados, podendo estar relacionados a:

– Problemas circulatórios;
– Problemas neurológicos como doenças degenerativas;
– Causas anatômicas, que podem alterar a estrutura do pênis;
– Distúrbios hormonais;
– Uso de medicamentos (antidepressivos, anti-hipertensivos, antipsicóticos), além de álcool, heroína, cocaína;
– Problemas psicológicos.

Tratamento

Na abordagem terapêutica da disfunção sexual masculina, várias mudanças são essenciais: não fumar, evitar ingerir bebidas alcoólicas, praticar atividade física e alimentar-se de forma saudável.

O tratamento pode ser dividido em não farmacológico, como o acompanhamento psicológico, e farmacológico, que envolve medicamentos que induzem a ereção e podem ser administrados diariamente ou sob demanda. Além disso, há casos em que uma intervenção cirúrgica torna-se necessária, como o implante de prótese peniana.

criado por: agenciaecco.com.br
Open chat